28/10/2002
Reggae e Política! Sim, somos filhos da militância!
 

Pág 1: Anterior |
20/11/2018 - Dia da Consciência Negra: O Herói Zumbi!
11/05/2018 - Os últimos dias de Bob Marley!
19/03/2018 - O dia em que Bob Marley bateu bola no campo de Chico Buarque!
08/03/2017 - Mulheres no Reggae!
22/11/2016 - Parte 1: Para afugentar o Diabo!
21/11/2016 - Parte 2: Para afugentar o Diabo!
11/10/2016 - O impacto da cultura SoundSystem!
21/04/2016 - Amor e devoção! A visita de Selassie à Jamaica!
05/12/2015 - Nelson Mandela: A convicta luta que contagiou o reggae mundial!
21/09/2015 - Haile Selassie no Brasil!
19/01/2015 - A vida de Bob Marley - Os filhos do Rei!
15/11/2014 - A República mudou DE FATO nossas vidas?
27/08/2014 - O Tempo é o Mestre!
28/07/2014 - Chronixx, a nova locomotiva do reggae?
30/01/2014 - A Conexão Reggae / Punk!
17/10/2013 - Quem é Jah?
01/02/2013 - Queremos novidade! Uma análise do mercado reggae no Brasil!
19/06/2012 - A moda passa mas a essência fica!
Pág 1: Anterior |


Infelizmente, para grande parte dos jovens, falar sobre política é perda de tempo. Mas será que virar as costas à realidade que nosso país enfrenta é uma atitude digna de brasileiro? As desigualdades sociais, a fome, a mortalidade infantil, a falta de moradia, saneamento básico, saúde e educação de qualidade estão aí. Mais um presidente foi eleito. E, falando como jovem, o que nos deixa desanimado é questionar: Será que vai fazer diferença?

Em respeito ao meu país e pensando no meu futuro, ouso discutir e agir politicamente porque sei que as mudanças que o Brasil precisa também dependem de mim como cidadã, pois a forte alma de um militante não se faz presente nas mesas dos empresários engravatados ou nos jantares dos burgueses. A música carrega a militância e o sentido de denúncia mais do que qualquer outro tipo de expressão. Bob Marley foi o maior músico-militante da América.

Músicas como "War", "I Shot the Sheriff" e "Get up Stand Up", foram as denúncias de maior influência para que as eleições jamaicanas de 1976 promovessem as mudanças que o povo precisava. O ídolo máximo do reggae é o único artista da história da América que é respeitado e aclamado no mundo todo, desde quando estava vivo, até hoje, e, como não podia ser diferente, foi perseguido por manifestar seu pensamento libertário.

Chegou a sofrer um atentado a tiros em sua casa e por isso exilou-se em Londres onde apadrinhou o reggae pela Europa e o fez conquistar o mundo. Outro importante militante, também através do reggae, foi Hugh Mundell. Em 1978 gravou o disco "Africa Must Be Free By 1983" lutando pela emancipação da África. Mas, coincidentemente no mesmo ano da emancipação, no auge de seus 21 anos, foi baleado e morto após uma banal discussão sobre um refrigerador, nos deixando a idéia de que teria lutado e cantado mais se tivesse dado tempo.

Enxergar as inúmeras desigualdades e não se anular ou calar diante delas é a primeira atitude de quem não é conformista, está pronto pra lutar pelas mudanças e correr os riscos de ser perseguido por suas idéias. É por isso que quando começo a desanimar, questionando se o novo presidente vai ser melhor ou ao menos diferente, é que respeito os muitos que já lutaram através da música e das manifestações, e que me lembro que nós também fazemos a diferença.


Fonte: Amanda Lacerda








 
Surforeggae Tunes vol.2
Vários Artistas
Live in Peace Tour

Alpha Blondy
(Reggae)


O que você espera da cena reggae atual?
Que bandas clássicas ressurjam
Que bandas novas apareçam mais.
A cena reggae está legal para mim.


Resultado parcial
Historico de Enquetes


   Morgan Heritage
   Chronixx
   DUB INC
   Jah Defender
   Alborosie


   Igor Salify
   Vibração Sol
   Andread Jó
   Be Livin
   Angatu



APOIO DESENVOLVIMENTO