22/08/2007
Confira a entrevista do Surforeggae com o grande Carl McDonald, artista dos tempos de ouro do reggae!
 
Pág 1: Anterior |
17/07/2019 - Coletivo Reggae Vive realiza 2º encontro reunindo música, artes, oficinas e responsabilidade social! Confira!
01/07/2019 - Dada Yute se prepara para show inédito em Salvador! Veja no Surforeggae!
26/04/2019 - MÚSICAS PARA O ENTARDECER! Lutte lança seu novo álbum! Ouça!
11/02/2019 - Lutte lança primeiro single do novo álbum! Confira no Surforeggae!
16/01/2019 - SÓ POR JAH! Banda Hominídeos, com participação de Ras Kadhu do JAH I RAS, lança primeiro videoclipe!
10/02/2018 - ANDREW TOSH! Filho da lenda Peter Tosh se apresenta na Argentina e Brasil em fevereiro! Confira!
10/11/2017 - Imperdível! The Congos e Clinton Fearon fazem tarde de autógrafos em São Paulo! Confira!
08/10/2017 - BEAM OF LIGHT! Direto da California, Simpkin Project lança álbum repleto de influências musicais! Ouça!
28/06/2017 - Diamba no Showlivre! Banda apresenta seu mais novo trabalho ao vivo nesta quinta-feira!
21/06/2017 - JAH I RAS no Showlivre! Banda apresentará nesta quinta-feira as músicas do próximo álbum!
19/05/2017 - Junior Dread cai na estrada com ’SAIBA VIVER’ e faz renascer a banda Reggae Style!
03/01/2017 - 12ª edição do REGADO A REGGAE marca o ’Dia Municipal do Reggae’ em Itanhaém!
05/10/2016 - MISSÃO CUMPRIDA! Um ano após roubo, trompete de estimação de Luizinho Nascimento é recuperado!
23/09/2016 - Xandão Cruz lança página de ilustrações repletas de mensagens da cultura Rastafari!
29/07/2016 - República do Reggae 13 anos! Maior festival da América Latina confirmado em novembro!
28/07/2016 - Argentino Capitán Riverside faz shows pelo Brasil! Confira datas e locais!
07/07/2016 - Cidade Verde Sounds faz sua estreia em Salvador no Garage Groove Festival!
30/06/2016 - Nesta sexta, o Globo Repórter viaja à Jamaica, um dos lugares mais belos do planeta!
Pág 1: Anterior |


Dando um show de patois (linguagem utilizada pelos jamaicanos derivada do inglês e que muitas vezes é complicada de entender), Carl McDonald, artista dos tempos de ouro do Reggae, concedeu uma entrevista exclusiva ao Surforeggae, onde falou sobre sua vida, sua carreira e a sua vinda para o Brasil, que deverá acontecer ainda no ano de 2007. Num tom bastante descontraído e alegre, Carl mostrou porque é muito respeitado pelos músicos e produtores do meio, inclusive pela Família Marley, a qual o convidou recentemente para interpretar músicas de Bob no aniversário de Cedella Marley (mãe do rei do reggae). O artista estará ainda lançando no país o CD “The Reggae Warrior”, que deve sair nos próximos meses.

A ENTREVISTA


Rafael: Carl, primeiramente é um prazer ter a oportunidade de conversar com você. Em nome do Surforeggae agradeço à sua presteza com que nos está concedendo essa entrevista. Mas agora, nos fale um pouco do seu começo na música para que todos que ainda não o conhecem fiquem por dentro de quem você é e o que representa para o Reggae.
Carl: Bem… primeiramente minha mãe me disse que eu já saí da barriga dela cantando, ao invés de chorando como a maioria dos bebês (gargalhada). Eu nasci em Kingston, capital da Jamaica e representei as escolas que estudei em diversas competições de canto além de já participar do coral da Igreja que frequentava logo cedo. Na adolescência eu fui para Londres para morar com meus pais e logo entrei para a Escola de Belas Artes, Música e Drama de Londres, onde aprendi a tocar trumpete e estudei artes cênicas. Eu também fiz parte da Escola Linton de Voz e Composição na mesma cidade. Foi mais ou menos assim que comecei.

Rafael: Como foi gravar o histórico álbum “African Countries” no lendário Studio One de Coxsone Dodd ?
Carl: Pra mim foi uma experiência fantástica, pois o Studio One era como a Motown do Reggae, onde muitas feras como Bob Marley, Peter Tosh, dentre muitos outros aprenderam. Ao mesmo tempo, o álbum “African Countries” foi pela primeira vez na história algo que não foi produzido por Coxsone Dodd no seu estúdio, nem era algo cantado sobre os seus riddims, e sim algo que foi rabiscado, criado, escrito, arranjado e cantado por mim.
Eu tenho o máximo respeito e admiração por Dodd, pois através de suas produções, muitos e muitos artistas ficaram conhecidos por todo mundo, pena que vários não reconhecem isso.

Rafael: Quando foi que você se mudou para os Estados Unidos ? Por favor nos fale das diferenças que você percebeu entre os EUA e a Jamaica, no que diz respeito ao Reggae.
Carl: Como você sabe, eu nasci na Jamaica, então sempre serei um Jamaicano e mesmo que eu tenha passado grande parte da minha vida fora do meu país, as minhas raízes continuam lá. A diferença para mim está mais no movimento, pois o que está no meu coração nunca irá mudar. No sentido de criar e escrever música pra mim não fez diferença, pois isso pra mim é uma expressão que vem do meu coração e da minha alma independente do lugar.
O Reggae é uma música mundial, então ele não pode nunca ficar apenas na Jamaica. Ele tem que se expandir pelo mundo, pois é a música de JAH. Então, não há barreiras, pois JAH nunca construiu nenhum muro ou cerca para que o Reggae ficasse preso na sua terra natal. Portanto, essa é a razão pela qual pessoas de todo o mundo amam o Reggae, pois o mesmo lida com paz e amor para toda a humanidade. Até pessoas que estão sempre em guerra chegam a abaixar as suas armas apenas por escutar o Reggae e entender a sua mensagem. Então, se os líderes mundiais ouvissem Reggae, eles não estariam promovendo guerra e as pessoas estariam vivendo em paz, amor e harmonia. Mas como você sabe, eles não querem isso, pois o que apenas lhes interessa é dinheiro, então eles continuam com essa política cheia de joguinhos enganando as pessoas todo o tempo.

Rafael: Por quais países você já viajou levando a sua música ? Onde você teve o maior público em sua carreira ?
Carl: Eu já viajei por muitos países por esse mundo Rafa, e continuo viajando na correria do dia-a-dia. São muitos a serem mencionados, a lista é muito grande. E a minha missão é ir por todos os lugares do mundo para fazer os trabalhos de JAH. O maior público que eu já tive foi no estádio do Dolphins em Miami, onde haviam milhares de pessoas. E também no Festival Sunfest nos EUA, onde dividi palco com grandes artistas de outros ritmos como Santana, Greenday, Nickelback e Earth Wind & Fire.

Rafael: Você estará vindo para o Brasil em breve irá para sair o seu CD chamado “The Reggae Warrior” (O Guerreiro do Reggae). O que você espera do povo Brasileiro ?
Carl: Eu espero consciência espiritual, que as pessoas estejam conectadas em paz, amor e união, para que eu possa levar a vibração mais pura e natural possível. Queremos que todos viajemos juntos como se fôssemos uma onda buscando a pureza de espírito.

Rafael: Você poderia nos falar um pouco de outros artistas e músicas com quem você trabalhou e tem trabalhado na sua carreira ?
Carl: Assim como os países por qual andei, é uma lista muito grande. Já trabalhei com muitos músicos experientes, os quais tenho todo amor e respeito pelo seus respectivos trabalhos.
Uma coisa importante é que eu nunca usei a política de colônia que impera em muitos grupos de Reggae, onde os músicos não recebem créditos pelo que fazem, são apenas pagos com uma mixaria. Eu dou crédito a todos os que trabalharam nos meus projetos. Como a Bíblia diz, dê a Cesar o que é de Cesar.

Rafael: Nos fale sobre a importância do lançamento dos seus álbums para você.
Carl: A importância de cada lançamento é a certeza de estar sempre crescendo intelectualmente, de forma que as pessoas possam apreciar o que você está fazendo e aprender algo positivo que tenha vindo da sua criatividade.

Rafael: Quais são os seus planos para o futuro ? Nos fale sobre os seus projetos.
Carl: Eu não penso no que está por vir no futuro, pois acredito que JAH já traçou o meu destino. Eu apenas agradeço sempre e vivo cada dia como se fosse o último. É assim a minha vida.

Rafael: Como você define o seu estilo de Reggae ?
Carl: O meu estilo é algo que te leva à uma viagem através do seu reino físico.

Rafael: Por que você escolheu cantar Reggae e não outro estilo musical ?
Carl: Eu faço diversos tipos de música, não sou parcial. Mas o Reggae é algo que está nas minhas raízes.

Rafael: Você prefere cantar músicas que falam de amor ou músicas de protesto e contestação política ?
Carl: Eu canto todo tipo de música, dependendo do tempo e do estado de espírito. Existe um momento certo para cada tipo de canção.

Rafael: Você possui algum cantor de reggae em que se inspirou ou que te influenciou ?
Carl: Eu amo muitos artistas e músicos de diversas partes do planeta. Mas a minha inspiração vem de JAH o todo poderoso. JAH, ele mesmo! Rasfa-Far-I vive sempre! SELAH!

Rafael: Carl, muito obrigado pela entrevista. Espero que tenha gostado da nossa conversa. Por favor mande uma mensagem para os visitantes do Surforeggae e às pessoas que irão te ver em breve no Brasil.
Carl: Respeito máximo ao Brasil e aos Brasileiros. Eu amo o Brasil e quero muito estar nesse país maravilhoso em breve. RESPEITO SEMPRE!

MAIS INFORMAÇÕES


Clique aqui e saiba mais sobre Carl McDonald.

MULTIMÍDIA



Clique aqui e veja a performance de Carl McDonald ao vivo!.


Fonte: Rafael Surforeggae







'Carl McDonald'


Veterano Carl McDonald se prepara para lançamento de novo álbum! Veja no Surforeggae!




 
Persevere (ao vivo)
Vibrações
Natiruts Acústico no Rio de Janeiro

Natiruts
(Reggae)


O que você espera da cena reggae atual?
Que bandas clássicas ressurjam
Que bandas novas apareçam mais.
A cena reggae está legal para mim.


Resultado parcial
Historico de Enquetes


   Morgan Heritage
   Chronixx
   DUB INC
   Jah Defender
   Alborosie


   Igor Salify
   Vibração Sol
   Andread Jó
   Be Livin
   Angatu



APOIO DESENVOLVIMENTO