31/05/2005
O Mercado Reggae está carente!
 

Pág 1: Anterior |
20/11/2018 - Dia da Consciência Negra: O Herói Zumbi!
11/05/2018 - Os últimos dias de Bob Marley!
19/03/2018 - O dia em que Bob Marley bateu bola no campo de Chico Buarque!
08/03/2017 - Mulheres no Reggae!
22/11/2016 - Parte 1: Para afugentar o Diabo!
21/11/2016 - Parte 2: Para afugentar o Diabo!
11/10/2016 - O impacto da cultura SoundSystem!
21/04/2016 - Amor e devoção! A visita de Selassie à Jamaica!
05/12/2015 - Nelson Mandela: A convicta luta que contagiou o reggae mundial!
21/09/2015 - Haile Selassie no Brasil!
19/01/2015 - A vida de Bob Marley - Os filhos do Rei!
15/11/2014 - A República mudou DE FATO nossas vidas?
27/08/2014 - O Tempo é o Mestre!
28/07/2014 - Chronixx, a nova locomotiva do reggae?
30/01/2014 - A Conexão Reggae / Punk!
17/10/2013 - Quem é Jah?
01/02/2013 - Queremos novidade! Uma análise do mercado reggae no Brasil!
19/06/2012 - A moda passa mas a essência fica!
Pág 1: Anterior |


Já não se faz mais Reggae como antigamente. Essa frase pode parecer antiga e comum, mas retrata muito bem o momento em que o cenário musical de nosso país se encontra. O Reggae virou um produto e, muito ruim em sua grande maioria. Mesmo sendo ruins, estes produtos só estão na "crista da onda", pois tem público para consumi-lo, e o maior responsável por essa mercadoria pobre é a mídia sem escrúpulos, que faz uma tremenda lavagem cerebral nos ouvintes, que não têm a oportunidade de escutar o que chamamos de verdadeiro "Reggae Music", seja roots ou não. Dessa maneira, o público é obrigado a se contentar com o que é divulgado e não pode conhecer os pioneiros do ritmo de jah.

Artistas como U Roy, que iniciou animando os bailes como DJ de sound-systems, ou também o vendedor de discos paraense, o dono de radiola Riba Macedo, que começou a tocar o reggae entre os forrós e merengues em São Luís. Sem falar nos jurássicos nacionais, Chico Evangelista, que cantou o "Reggae da Independência", e Raimundo Sodré, famoso graças ao reggae "A Massa". Edson Gomes na Bahia, Luís Vagner, Jualê, Walking Lions e João Terra em São Paulo, Dionorina, Ras Bernardo no subúrbio do Rio e tantos outros que eu poderia citar, os “bambas do Reggae”, estão esquecidos pelos meios de comunicação de massa.

Fora alguns que nunca nem ouvimos falar, e que infelizmente, não estão mais entre nós, mas jamais poderiam cair no esquecimento. Suas músicas representam o que há de melhor. São riquezas na qual quem viveu à época, sente a falta. Até porque o bombardeio de canções com linhas melódicas pobres e letras descaracterizadas é tão grande, que o Reggae virou um verdadeiro modismo. O que reclamo é justamente a falta de bom senso da mídia e produtores que não dão chance para convivermos com o bom gosto e o ridículo. Hoje em dia só podemos conviver com a segunda opção, fazendo com que nossas mentes se tornem vagas e aceitemos com mais facilidade coisas pobres e sem nexo.

Eu como profissional da imprensa, já tive a oportunidade de ouvir por ai, entre várias personalidades que fazem um bom Reggae, inclusive as quais consideramos a parte boa, e todos foram unânimes em afirmar que analisam o mercado musical do momento como algo sem renovação. Apesar de estarem surgindo alguns bons valores, logo eles são forçados a entrar no “eixo do momento” e acabam virando cobaias e cópias baratas de gravadoras e produtores que mantém o monopólio do cenário.

É preciso acordar! Não vamos deixar os saudosos e verdadeiros pioneiros do Reggae Nacional no esquecimento. Chega de desgastar a imagem de Bob Marley com um mês de Tributos à esmo que promovem a contradição de seus pensamentos!
Será que só os "gringos" enxergam a nossa boa música? Se vocês repararem, em cada estilo musical há um grupo ou cantor que levantou a bandeira e representou em grande estilo a camisa desse time. Já chega de descaso. Só em nosso país, enfrentamos o descaso das autoridades na saúde, na segurança, na educação e em outras áreas que não preciso nem citar. No Reggae, nem que tenhamos que voltar a ser underground, mas ainda é tempo de mudar!


Fonte: Barbara Villar








 
Dancehall DJ
Vários Artistas
Onze:20

Estúdio Showlivre
(Reggae)


O que você espera da cena reggae atual?
Que bandas clássicas ressurjam
Que bandas novas apareçam mais.
A cena reggae está legal para mim.


Resultado parcial
Historico de Enquetes


   Morgan Heritage
   Chronixx
   DUB INC
   Jah Defender
   Alborosie


   Igor Salify
   Vibração Sol
   Andread Jó
   Be Livin
   Angatu



APOIO DESENVOLVIMENTO