29/07/2018
ROCKERS! Membros originais do clássico longa metragem fazem história no SESC Campo Limpo!
 

Pág 1: Anterior |
22/10/2017 - ÍNDIGO CRISTAL! Natiruts estremece o Espaço das Américas em lançamento do novo disco!
21/10/2017 - Emoção a flor da pele! Mighty Diamonds promovem grande espetáculo no 1º show em SP!
10/04/2017 - Johnny Clarke faz jus ao status de lenda, e estremece o Estudio em São Paulo! Confira!
31/08/2016 - Do Brasil para o mundo! Dada Yute mostra a força do reggae nacional no Rototom 2016!
27/06/2015 - Barrington Levy faz show eletrizante no SESC Pompéia em São Paulo! Confira no Surforeggae!
07/06/2015 - Os Leões de Israel promoveram um verdadeiro espetáculo para a criançada no Reggae Little Lions!
01/06/2015 - Inesquecível! SOJA e O RAPPA agitam o Wet’n Wild em Salvador! Confira os detalhes no Surforeggae!
15/03/2015 - ENERGIA PURA! Os Wailing Souls estremecem o SESC Pompéia com seu arsenal de sucessos! Confira!
09/03/2015 - HORACE ANDY em São Paulo! Lenda do reggae mundial emociona público, apesar dos pesares!
22/01/2015 - REGGAE REAL! The Wailers e Julian Marley abalaram as estruturas do Espaço das Américas!
22/09/2014 - A Fundição Progresso estremeceu com Ponto de Equilíbrio, Nação Zumbi e os franceses do DUB INC!
28/09/2013 - The Abyssinians bombardeia a Clash Club - SP com os maiores clássicos da história!
12/08/2013 - Hei, Afro! Cidade Negra estremece o HSBC Brasil no retorno de sua nova turnê! Saiba como foi!
09/08/2013 - Junior Dread foi conferir de perto a apresentação do ícone Pato Banton no Cine Joia!
15/04/2013 - ZIGGY MARLEY traz a magia do reggae ao HSBC em São Paulo! Confira a cobertura!
26/08/2012 - Estância se rende aos lendários Abyssinians, em noite especial com Groundation e Mato Seco!
30/04/2012 - Bambu Station faz o Reggae das Ilhas Virgens entrar mais uma vez no Brasil pela porta da frente!
27/04/2011 - MAGIA: Groundation e Rebelution protagonizam shows inesquecíveis no Brasil!
Pág 1: Anterior |


O dia 28 de julho de 2018 entrará para a história do reggae music em solo brasileiro. O SESC, já conhecido pela extrema qualidade de seus shows e por apoiar a vinda de nomes pra lá de lendários como Wailing Souls, Tiken Jah Fakoly e Barrington Levy, agora se supera mais uma vez trazendo uma atração inédita em nível mundial.

Trata-se nada mais nada menos que uma homenagem oficial aos 40 anos de um dos filmes mais icônicos do reggae, "Rockers, It’s Dangerous", e ainda com a participação dos membros originais da obra, como o icônico Big Youth, Kiddus I e o caricato protagonista Leroy "Horsemouth" Wallace. O espetáculo é uma das várias intervenções artísticas impulsionadas pela exposição "Jamaica! Jamaica!".


(Capa do LP "Rockers")


A apresentação contou ainda com o grandioso Lloyd Parks - com sua banda We the People - e Kush Art. Após imponente abertura de Monkey Jhayam, mandando suas letras em cima dos maiores riddims do reggae, chegava a hora de testemunhar a história diante de nossos olhos.

OS ’PERIGOSOS’ ROCKERS


Mesmo o mais informado e preparado espectador se surpreendeu nos primeiros minutos de show. Que peso, senhoras e senhores! A We The People, sobretudo com o mestre Lloyd Parks, ditaram a imponência do ritmo, e Horsemouth - como uma espécie de ’mestre de cerimônia’ - conduzia o público na reinterpretação do filme em formato de show.

E como foi emocionante ver essas músicas envolta nessa atmosfera do filme, como "Money Worries", "Book of Rules" e a clássica "Satta Massagana". Se não bastasse a execução impecável das canções, de tempos em tempos Horsemouth fazia algumas participações relembrando passagens marcantes do filme, como a cena - refeita ao vivo - onde após ele ser empurrado ao chão pelo pai da personagem Sunshine, faz um breve discurso sobre o Rastafari.


(Cena do discurso de Horsemouth)


Nós não somos violentos. Somos Rastas, somos da PAZ! Não roubo, nem trapaceio. Eu sirvo SELASSIE continuamente! Digam os fracos de coração o que quiserem... Nós somos como uma árvore plantada perto de um rio. E nem o cão que mija nos muros da babilônia escapará do julgamento! Todas as crianças testemunharão o dia... EM QUE A BABILÔNIA CAIRÁ!"

O show seguiu pesado com clássicos da soundtrack como "Slave Master", "Natty Take Over" e "Police and Thieves", cantada brilhantemente pelo baixista Lloyd Parks. Em vários momentos a participação de Big Youth como toaster era um brinde para essa vertente da cultura.

O setlist também passeou em músicas próprias dos artistas, que embora não fizessem parte do filme, foram muito bem-vindas, como "Hit The Road Jack" de Big Youth e "Mafia" de Lloyd Parks.


(Horsemouth e Big Youth)


Um ponto alto do show foi a execução de "Graduation in Zion" com o próprio vocal de Kiddus I, sendo esta considerada a canção preferida por muitos apreciadores desta obra-prima.

Nas já citadas intervenções de Horsemouth, uma especialmente marcou a noite. O baterista recita "Jah no Dead" com um som de água corrente ao fundo. Trata-se de uma alusão a uma das cenas mais belas deste filme, quando Horsemouth, sentado ao lado de um rio, ouve o grande Burning Spear cantar "Jah no Dead" acapella (sem nenhum instrumental). Foi de arrepiar.

HORSE TIME! O QUE HOUVE?


Em um dado momento do espetáculo, Horsemouth anuncia o "Horse Time", parte aparentemente de mais destaque desta figura do filme. Conhecido mundialmente como um exímio baterista, Horsemouth, após assumir a bateria, errava viradas, perdia ritmo e outros pecados inadmissíveis e estranhos vindo de um músico tão competente.

A coisa se tornou ainda mais estranha quando ’Horse’ largou a bateria que tocava para assumir um dos microfones. Percebendo que ficaria um "furo instrumental", o baterista de Lloyd Parks correu para assumir o posto no instrumento. Foi aí que Horsemouth voltou para a bateria e praticamente expulsou o músico em baixo de uma breve discussão.

Aparentemente os outros membros da banda não gostaram da atitude de Horsemouth e o show desandou sensivelmente. A performance, que vinha sendo impecável até ali, começou a revelar problemas de sintonia, erros de ritmo, cantor errando letra, enfim, uma situação que ninguém conseguiu entender.

Infelizmente, entre as músicas finais estavam "We a Rockers" e "Tenement Yard", que foram executadas de forma estranha e displicente, e o show rumou para seu fim com essa "instabilidade sonora". Por sorte, digamos que somente 15% do show foi prejudicado.

Mas uma coisa é certa, nem esta situação adversa foi capaz de tirar o brilho dessa apresentação histórica, que agora vai rumar para seu segundo e último show no Brasil, no SESC "24 de Maio". Imperdível!


Fonte: Equipe Surforeggae







'Rockers'


IT´S DANGEROUS! SESC recebe lendário tributo ao clássico filme Rockers em julho!


Gravadora Rockers relança compilação com 28 clássicos de Augustus Pablo! Ouça!


DUB ao vivo! Susi in Dub com a banda Rockers Control!




 
Vibrações Rasta
Vibrações
The Harder They Come

Jimmy Cliff
(Reggae)


O que você espera da cena reggae atual?
Que bandas clássicas ressurjam
Que bandas novas apareçam mais.
A cena reggae está legal para mim.


Resultado parcial
Historico de Enquetes


   Morgan Heritage
   Chronixx
   DUB INC
   Jah Defender
   Alborosie


   Igor Salify
   Vibração Sol
   Andread Jó
   Be Livin
   Angatu



APOIO DESENVOLVIMENTO