Meditations



fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Até mesmo pelos padrões da Jamaica, o início da carreira dos Meditations é convoluta, e ambas carreiras de Ansel Cridland e de Danny Clarke já estavam bem encaminhadas antes que do par ter se ligado. Cridland, nascido em 1951, mudou-se para Kingston quando criança, e tornou-se um aprendiz de jockey. Entretanto, ele acabou trabalhando em empregos ocasionais antes de decidir-se fazer sua carreira como um cantor, e formou o grupo vocal The Linkers durante a era do rocksteady.

A formação grupo era flexível, mas de qualquer maneira The Linkers gravaram quase uma dúzia de singles, embora nenhuma delas tenha tornado-se um hit entre o público. Clarke, um Kingstoniano por nascimento, havia cantado brevemente com The Flames, banda de apoio de Alton Ellis. Outro do The Flames, Sweet P., apresentou Clarke à Cridland, e os dois tornaram-se amigos rapidamente.

Pelo início dos anos 70, os dois estavam gravando como artistas solo, mesmo que os ambos preferissem o som harmônico. As coisas começaram finalmente a se juntar em 1974, quando o par decidiu fazer um teste junto no Studio One. Lá, Junior Delgado fazia as audições para o cabeça do selo, JoJo Hookim. Ele ficou supreendido pela música do par “Woman Is Like A Shadow”, assim como ficou o jovem e promissor, Winston Watson, que ofereceu seus falsetos harmônicos para a banda. O embrião do Meditations estava agora completo, mas ainda não havia nascido.

“Woman Is Like a Shadow” foi gravada, mas Hookim, infeliz com os resultados, recusou-se a lança-lá. Os três continuaram escrevendo canções e praticando juntos. Então, nos fins de 1975, Clarke e Watson foram até a Federal Studios onde Dobby Dobson fazia audições. Clarke tocou "Babylon Trap Them" e Watson "Woman Piabba"; Dobson gravou ambas. Embora Cridland fornecesse os backing vocais em ambas músicas, as canções foram lançadas como singles solos. Em 1976, o trio gravou a música de Cridland "Tricked," creditado a Ansel & The Meditations.

Esse single trouxe os cantores à televisão e ajudou eles em sua primeira viagem pelo Caribe, em uma excursão que incluiu Culture, The Tamlins, Carl Dawkins e Leroy Smart. No fim do ano, o grupo tinha-se transformado oficialmente em The Meditations.

Durante este tempo, continuaram firmemente gravando com Dobson, e lançaram “Message From The Meditations”, um álbum debut de tirar o fôlego. O álbum inteiro tinha sido na prática, ou logo seria, lançado como singles, de "Woman Is Like A Shadow" (que Dobson tinha pego de Hookim) até suas primeiras gravações para o produtor, através da seminal “Running From Jamaica” de Cridland até a jovial “Changing of the Times”. Em 1977 encontravam-se no Madison Square Garden com Calypso Rose e, a seguir, de volta a casa, o trio preparou seu próximo álbum. O seminal “Wake Up” chegou em 1978, e foi enchida outra vez com um outro pacote de singles, incluindo “Fly Natty Dread", “Turn Me Loose” e “Wake Up”. Curiosamente, o set de músicas incluiu também uma re-gravação de "Nyah Man Story" uma canção que data dos dias de Cridland com os The Linkers.

Entretanto, por essa época, o trio era extremamente infeliz com a remuneração que recebiam de Dobson e estreitaram seus laços com o produtor. Lee "Scratch" Perry foi ansiado à pegar as rédeas. The Meditations gravaram diversas de trilhas do “Message From Meditations” em seu estúdio Black Ark, deixando o produtor altamente impressionado. Embora o grupo não aquiescesse a sua demanda para produzir seu próximo álbum, estavam dispostos a gravar alguns singles para ele. "No Peace," "House of Parliament," e "Think So" seguiram-se, com a última canção tendo um grande destaque na Grã Bretanha, onde a Island lançou no lado B do single “Life Is Not Easy” produzido por Cridland.

Foi Perry que apresentou The Meditations a Bob Marley neste mesmo ano, uma reunião fortuita que resultou no trio como banda de apoio do Wailers em "Rastaman Redemption," "Blackman Redemption," e de "Punky Reggae Party". Os Meditations forneceram harmonias para inumeráveis outros artistas durante o fim dos anos 70, como a Jimmy Cliff e Gregory Isaacs.

Enquanto a década desvanecia, a estrela do trio iluminava-se. O selo da Tuff Gong de Marley pretendeu lançar o novo álbum do Meditations, e realizou o exuberante single "Miracles". Um pedaço dos Wailers forneceram o acompanhamento musical nesta canção, também um pequeno punhado de outras gravações deste período. Infelizmente, Cridland teve uma briga com o gerente do selo da Tuff Gong, e com isso, o álbum projetado foi abandonado. Entretanto, os Meditations executaram duas canções no lendário Peace Concert a pedido de Marley.

Foi em 1980 antes que o grupo lançasse finalmente seu terceiro álbum, “Guidance”, que foi preenchida outra vez com canções clássicas. Mas nesta época, o interesse internacional no reggae estava começando a minguar, quando os jamaicanos estavam agora sob o domínio dos Djs.

Três anos passaram antes que o trio retornasse com um outro disco, “No More Friend”, suportado sublimamente pelo Roots Radics. O set foi supervisionado por Linval Thompson, que tinha produzido alguns singles anos antes, incluindo "Sit Down & Reason" de 1982. Em 1984, o grupo gravou um punhado das canções, incluindo a re-ediçao de "Quiet Woman" e seu lado B “Reggae Crazy," ambos tocados por The Revolutionaries. No fim do ano, os Meditations não eram mais os mesmos. Ou ao menos não o Meditations original. Cridland continuou sozinho com o nome de Ansel Meditations, enquanto Clarke e Watson continuaram como uma dupla ainda sob o nome de Meditations.

A carreira de solo de Cridland continuou rapidamente, através de singles e dois albums, o “Thunder on the Mountain” de 1988 e o “African Vengeance” de 1990. Mais tarde, juntou forças com Yami Bolo para o excelente álbum “Tribute to Marcus Garvey”. Enquanto isso, o Meditations faziam igual caminho, excursionavam com muito sucesso, e finalmente ganharam um novo contrato de gravação com o selo Heartbeats dos EUA. Isto resultou no excelente álbum de 1988 “For the Good of Man”.

Para a surpresa de muitos fãs, uma parte da gravação foi supervisionada por Cridland. Entretanto, as diferenças do trio foram mais geográficas do que pessoais ou musicais, com Cridland querendo permanecer na Jamaica, enquanto seus colegas que preferiam as pastagens verdes dos Estados Unidos. E assim, em 1990, o trio reformou-se, e dois anos mais tarde anunciaram o fato com o álbum “Return of the Meditations”. As compilações de seus materiais mais antigos continuam sendo publicado desde então, e o grupo é visto hoje como veteranos respeitados da cena do reggae roots, a qual eles eram tão instrumentais em definir.


fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Ansel Cridland
Danny Clarke
Winston Watson



http://www.myspace.com/anselmeditations



   Miracles (Do disco Guidance).
          


Message from the Meditations

Wake Up

Guidance

I Love Jah

No More Friends

For the Good of Man

Return of the Meditations

Deeper Roots

Ghetto Knowledge

Stand In Love


Meditations











Meditations

18/10/2011 - Mato Seco grava novo CD com grandes participações e produção assinada por gênio jamaicano!
16/05/2008 - Fique por dentro dos lançamentos imperdíveis da VP Records Brasil, a maior gravadora Reggae do mundo!
17/03/2008 - DigitalDubs recebe o DJ americano Stepwise! Confira!
10/08/2006 - Depois do Pink Floyd, o Easy Star AllStars lança o RADIODREAD, versão reggae do Radiohead! Confira!
12/04/2006 - Dub Side of the Moon no Via Funchal, com abertura de Firebug. Confira aqui no Surforeggae!
17/11/2004 - Morre um dos maiores profissionais da indústria fonográfica jamaicana: Errol Thompson.
18/04/2004 - Prepare-se! VP Records lança esse mês uma compilação com músicas do lendário estúdio Channel One!
10/01/2004 - EXCLUSIVO! Equipe Surforeggae entrevista o Inglês Pato Banton, um dos cantores de Reggae mais prestigiados do mundo!
20/05/2003 - Lançamento: Dub side of the Moon, o Psicodélico do Psicodélico de Pink Floyd!
26/03/2003 - O outro lado da lua: Projeto recria o álbum do Pink Floyd em versão DUB!
28/01/2003 - Confira a entrevista com a banda Ponto de Equilíbrio realizada pelo DJ Marcello Tux de São Paulo!




 

STUDIO ONE
(Masculino)
Unconquered People
Israel Vibration
Conexão Jamaica

Filme Jamaicano
(Reggae)


O que você espera da cena reggae atual?
Que bandas clássicas ressurjam
Que bandas novas apareçam mais.
A cena reggae está legal para mim.


Resultado parcial
Historico de Enquetes


   Morgan Heritage
   Chronixx
   DUB INC
   Jah Defender
   Alborosie


   Igor Salify
   Vibração Sol
   Andread Jó
   Be Livin
   Angatu



APOIO DESENVOLVIMENTO